sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Exemplo: de beleza e caráter atrás da grade


Esta linda jovem se chama Omer Goldman - ela acaba de concluir o ensino médio e como todo cidadão israelense (homem ou mulher), Omer deveria estar se dirigindo a um batalhão de uma das Forças Armadas Israelenses para fazer o serviço nacional obrigatório. Omer, não aceitou entrar no Serviço Nacional. Então, não havendo outra saída ela foi enviada para a cadeia onde passará pelo menos os dois anos que ela deveria ficar na ativa.

Omer é parte de um grupo de jovens isarelenses que não se oporiam a prestar o serviço nacional israelense especialmente se 70% de sua obrigação é ocupar os territórios palestinos de Gaza e Transjordânia. A linda Omer que bem poderia ser uma modelo se estivesse em outras latitudes, é uma de muitas "prisioneiras da consciência", como se chama a pessoas que não aceitam fazer o que elas que está errado.

Mas, o que chama a atenção no caso de Goldman é que o pai dela é segundo homem mais importante do Mossad, o Serviço de Inteligência de Israel. Por isso, o caso de Omer é especial. Todo mundo pergunta: como é possível? Ela está fazendo isso para fazer o pai sofrer? Bem, para mim, Omer é um fragância no ar. Um cheiro gostoso de flor que serve para provar que ainda existe muita gente digna. Que não é vergonhoso fazer o que se acha que é certo. Parabéns Omer! Você é o ouro de sua geração!

E assim é a vida. A lei de Israel obriga a todos a servirem à pátria. Os que não querem, cumprem pena. É uma questão de escolha.

Foto Eldad Rafaelli
News source

Nenhum comentário: