quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Natureza em ação: cheia por toda parte

Se é "aquecimento global", "esfriamento global" ou "mudança climática global" isso é combustivel para que cntinuemos debates aquecidos. O que eu sei é que o tempo não está dando tregua. Na China, as cheias no Norte no Sul e no Centro do país afetaram a 140 milhões de habitantes e pelo menos 1.700 pessoas morreram. O departamento responsável pela "gestão" de desastres avisou que a coisa pode ficar pior ainda - caso as chuvas continuem.

No Paquistão, são três milhões de pessoas afetadas pelas cheias que asssolam o País. O número de "refugiados ambientais" é enorme e tanto autoridades locais como internacionais (ONU, Cruz Vermelha) já temem que a fome seja a próxima ameaça dos sopbreviventes das cheias.

Há países que os brasileiros normais nem sabem que existam, como a República de Santa Lúcia e São Vicente no Caribe. Sofreram cheias também com deslisamento de terra e muito prejuizo. Nós não ouvimos falar tampouco do desatre que assolou a maior parte do Território da Ilha de Trinidad (foto). Ao escrever e pelo que estou acompanhando pelo (jornal) Guardian, há muita gente em abrigos e outros tantos tentando voltar para casa.

E na Terra onde nasci, cidades que fizeram parte de minha infância como União dos Palmares, São José da Lage e outras foram vítimas de cheias, inundações e muita tristeza. Um estudo recentemente liberado diz que as Mudanças Climáticas são inegáveois!

Nenhum comentário: